queijunto e preso

eco maio 22, 2009

Filed under: desabafo,orgulho canceriano,querido diário,Uncategorized — julianay @ 7:42 am

o que não sai da minha cabeça é:
como ele teve coragem de fazer isso comigo?

que frieza do caralho.

 

sem neurônios

Filed under: desabafo,querido diário,sem filtro — julianay @ 7:34 am

– vc é inteligente.
– não. vc que fumou maconha demais.

 

fechando ciclo [2] maio 21, 2009

Filed under: sente e vive intensamente — a.cartolina @ 4:24 pm

com medo de transformar o seu recomeço em um fim entristecido,

transformei-o num encontro ausente da minha alma. ao contrário do que sempre foi.

” O horrível dever é de ir até o fim. E sem contar com ninguém. Viver-se a si mesma. E para sofrer menos embotar-me um pouco. Porque não posso mais carregar as dores do mundo. Que fazer quando sinto totalmente o que as outras pessoas são e sentem? Vivo-as mas não tenho mais força. Não quero contar nem a mim mesma certas coisas. “

água viva – clarice lispector

e chego numa conclusão dolorosa:

sim, eu estou sangrando.

 

sobre… alguma coisa maio 17, 2009

Filed under: orgulho canceriano,querido diário,vivendo o agora — tijolooo @ 2:35 am

.

.

.

 

talvez o que me encante nas pessoas seja justamente o fato de cada um ter seu próprio repertório.

compartilhar torna real a felicidade segundo o admirável chris (into the wild).

compartilhar…

… também pode ajudar a dividir uma tristeza.

… ou pode ajudar a enxergar os fatos de uma maneira diversa.

e admito que, mesmo sustentando meu discurso de independência, triste daquele que não tem com quem compartilhar.

mas tem que valer a pena!

porque pode ser muito fácil mostrar o que eu tenho de melhor.

difícil mesmo é expor os defeitos.

mas os defeitos tornam a pessoa real.

e no final das contas isso é muito importante pra mim.

contos de fadas não existem e eu não quero uma verdade inventada.

 

ouvindo: eddie vedder – guaranteed

on bended knee is no way to be free
lifting up an empty cup I ask silently
that all my destinations will accept the one that’s me
so I can breath

 

fechando ciclo maio 14, 2009

Filed under: vivendo o agora — a.cartolina @ 8:52 pm

talvez tenha sido isso que eu sempre quis que acontecesse, mas nunca acreditei de fato.

uma interferência do destino? destino? destino.

ouvindo: a case of you – joni mitchell

i met a woman, she had a mouth like yours, she knew your life

she knew your devils and your deeds and she said

“go to him, stay with him if you can

but be prepared to bleed”

 

indisposta maio 11, 2009

Filed under: sem filtro — a.cartolina @ 3:56 pm

é, você mesmo!

me desculpe, eu me enganei.

não estou mais disposta.

ouvindo: novo amor – maria rita

a gente ri
a gente chora
e joga fora o que passou

 

eu quero ver maio 8, 2009

Filed under: orgulho canceriano — tijolooo @ 7:48 pm

.

.

.

subi pacientemente todos os vinte e quatro andares do Edifício Cortição.

esperava corredores sujos e portas abertas [vide fachada], mas o que encontrei foi tranquilidade e silêncio por onde uma boa reforma havia passado recentemente. 

quando a porta abriu só tive olhos pra ela…

consegui me ver ali perto dela, pegando uma caneca daquele café bem amargo, acendendo um delicioso light pela manhã, sentindo a claridade e começando o dia feliz.

nem de longe o lugar é perfeito.

não cabem geladeira e fogão simultaneamente na cozinha, se é que aquilo pode ser chamado de cozinha.

o banheiro tem uma porta sanfonada.

mas foi por ela que eu me apaixonei… luminosa, de parede a parede, um verdadeiro convite para uma estadia mais prolongada.

sim, sou capaz de ficar num lugar só pela janela e ver toda beleza que sua vista pode proporcionar.

 

tremembé e arredores

Filed under: querido diário — julianay @ 1:33 am

aí um fake aparece no orkut. definindo-se simpático, extrovertido e divertido.
fake sarcástico. or so i hope. fez lembrar de um texto do sempre genial ivan lessa, segue um trecho:

“[…] Não entendo porque tanta preocupação com extroversão e introversão. O estudo em questão parece deixar claro que introversão não é das qualidades mais simpáticas. Peço licença para discordar. A introversão, conforme observei no início deste papinho, reina em meu bairro e acho ótimo. Passei boa parte de minha vida entre extra-extrovertidos e posso garantir: não paga a pena”.

também li um texto com a mesma linha numa prova de concurso.
extroversão saiu de moda.
graças a deus!
gente extrovertida demais irrita, invade de bolha, cansa com a verborragia. só serve pra rh’s limitados que acham que esses chatos, que são ótimos pra vendas também servem pra ocupar cargos de análise.

além de pentelhos, demodês.
hohoho
é a própria revolta dos nerds!

 

bons ventos [3] maio 6, 2009

Filed under: orgulho canceriano,para pensar no futuro,querido diário — tijolooo @ 3:46 pm

foi preciso dar um passinho pra tras e assim conseguir aquele impulso pra ir mais adiante.

ouvindo: rise – eddie vedder

gonna rise up

find my direction magnetically

 

das coisas que valem a pena

Filed under: queijuntando o preso — julianay @ 1:45 am

copos ao alto

eu: saúde!
tijolo: saúde? saúde?
eu: é, ué?
tijolo: muito sexo!
todos [animadíssimos]: eeEEeeeEEEeeee!