queijunto e preso

novembro 26, 2009

Filed under: divagações de uma mente intermitente — a.cartolina @ 11:44 am

eu ouço você me chamar por outro nome no dia que conheço sua família. arregalo os olhos e vou em sua direção, mas ao chegar perto acho a situação incabível, percebo que é coisa da minha cabeça e até consigo perceber qual foi a minha confusão.

mesmo assim, não era mais fácil perguntar? só pra ter certeza… não seria muito difícil, poderia ser algo como ‘do que você me chamou?’, sem fazer cara de brava, ele nem ia perceber…

estamos ao telefone animados planejando coisas para o próximo mês, você pede um instante para atender uma outra chamada. ‘era uma amiga, blablablá, que está precisando conversar, depois eu ligo pra ela’. fico semi-muda porque eu já estou pensando que eu liguei antes e você não atendeu, que está muito tarde pra uma guria que você nem falou o nome ficar ligando pra fazer terapia.

mas eu prefiro ficar quieta pensando absurdos sozinhas. eu sou uma anta que adora tomar conclusões sozinha. não é mais fácil perguntar? não é mais fácil ouvir dos outros o que aquilo significa?

não não, gosto é do estrago!

 

1:11 am novembro 25, 2009

Filed under: orgulho canceriano — tijolooo @ 1:17 am

.

.

.

i pack my case, i check my face

i look a little bit older

i look a little bit colder

with one deep breath, and one big step

i move a little bit closer, i move a little bit closer

for reasons unknown

.

.

.

seu coração ainda tá batendo?

.

.

.

com certeza

descompassado

observo

fotografo mentalmente

e guardo pra mim.

 

killeeeeeeeeeeeeers! novembro 24, 2009

Filed under: groupiando,Uncategorized — tijolooo @ 1:21 am

.

.

.

nem radiohead, nem franz.

ansiedade, ingressos por sedex, rally no estacionamento, contagem regressiva, batimentos acelerados, lama até o joelho, lama no braço do namorado, surdez no ouvido direito do namorado, aparições da lara, cris no montinho…

os refrões que eu mais esperei nos últimos meses.

e a cumplicidade de olhar pro lado e sentir toda alegria compartilhada em cada verso embalado.

sem dúvidas, o melhor show da minha vida!

ouvindo:

change your ways while you’re young

boy, one day you’ll be a man

oh girl, he’ll help you understand

 

millôr já dizia: novembro 22, 2009

Filed under: uma rapidinha — a.cartolina @ 5:01 pm

“de todas as taras sexuais, não existe nenhuma mais estranha do que a abstinência”.

 

 

para minha ex terapeuta novembro 11, 2009

Filed under: Uncategorized — julianay @ 11:38 pm

sabe vc me ajudou muito nesses mil anos de terapia.
agora eu me sinto mal, mas quero ficar bem.
falar das drogas que acontecem não me ajuda mais, está me deixando mal.
então me dei alta.
amo vc e tudo o que vc fez por mim.
mas não te quero mais. estava começando a te odiar, pra falar a verdade.
vc me marcou pro resto da vida. e eu aprendi muito com vc. inclusive escrever cartas e não enviar nunca.
vai ficar tudo bem.
beijos

 

ainda sobre a data mais importante do ano novembro 10, 2009

Filed under: sente e vive intensamente — a.cartolina @ 2:59 pm

memorável comemoração para a minha data mais importante do ano!

muito melhor do que eu havia conseguido imaginar…

– sem mais –

ouvindo: secos e molhados – prece cósmica

Que os 4 como num teatro
conservem a mão sem nenhum gesto
que o vinho quente do coração
lhes suba à cabeça, espessa
que do bolso de cada um dos 4
como num teatro voem pombas (pombas brancas… e amanheça)