queijunto e preso

não é a mamãe! abril 10, 2010

eu queria poder voltar a viver e me divertir, mas tem sido difícil. aqueles sacríficios que sempre encarei como passagem cresceram demais e minha força se foi.
estou aqui, pronta para a realização de um sonho. e tudo estava indo bem. até eu dar atenção a uma certa gente. gente má. que não faz nada para ajudar e ainda torce contra.

mesmo assim, o otimismo me dá conta de que tenho sorte. me dá um pouco de esperança num momento de medo. porque num mundo de gente falsa e descortês, eu achei amigos. que me dão apoio quando eu não tenho. e eu preciso tanto. de apoio. de ajuda. de paciência. porque eu tento fazer tudo sozinha. eu tento não exigir mais do que podem me dar. mesmo doendo em mim. e agora, dói mais do que nunca. porque eu sempre achei que encontraria alguém que cuidaria de mim. e que me deixasse livre para eu ser quem eu gosto de ser. mas a pessoa que eu amo não é assim. e não deu certo com pessoas que eram. alguma solteirona velha, provavelmente psicóloga, vai dizer que é autosabotagem. não, merda. é humano. é imperfeito. até eu que sou a maior das romanticas sei disso.

mas a razão nunca me conforta. então, o medo segue. e eu me lembro que eu cresci ouvindo dos meus pais que eles não são eternos. mas, de algum jeito, eles tem que ser para mim. porque eu preciso deles para tudo. não para exploração, mas eu tenho absoluta certeza de que eles sabem mais sobre tudo. mais do que eu. mais do que qualquer pessoa. pelo menos sobre as coisas que realmente importam. e agora que eu me dei conta que eu vou ter que deixar de ser tão dependente, me deu medo. medo, não. pavor.

Anúncios
 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s